Translate

Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain tradução

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

DIa 20 - Fonte da Vida - Visitas a Jesus Sacramentado e a Nossa Senhora



Por Santo Afonso Maria de Ligório

"Naquele dia haverá uma fonte aberta para a casa de Davi e para os habitantes de Jerusalém, para serem lavadas nela as manchas dos seus pecados" (Zc 13,11)

Jesus, no Santíssimo Sacramento, é essa fonte predita pelo profeta, fonte aberta a todos, na qual podemos, quantas vezes quisermos, ir purificar nossas almas de todas as manchas que diariamente contraímos pelo pecado. Quando uma pessoa comete alguma falta, não há remédio melhor do que recorrer imediatamente ao Santíssimo Sacramento. Assim, Meu Jesus, proponho fazer sempre, porque sei que as águas desta divina fonte servem, não só para purificar a minha alma, mas ainda, para alumiá-la, fortalecê-la contra as recaídas, sustentá-las nas adversidades e até abrasá-la no Vosso amor. Sei que é para me cumular destes bens, que esperais a minha visita, pois é com numerosas graças que recompensais as visitas dos que VOs amam. Meu Jesus, purificai-me de todas as faltas que hoje cometi e das quais me arrependo, porque VOs desagradaram; e, com um ardente desejo de VOs amar muito, dai-me também a força de não recair mais. Pudesse eu ficar sempre perto de Vós como Vossa fiel serva Maria Díaz, contemporânea de Santa Teresa! Ela obtivera do bispo de Ávila permissão para habitar na tribuna de uma Igreja e ali permanecia quase continuamente diante do Santíssimo Sacramento, ao qual ela chamava o Seu vizinho; dali não saía senão para se confessar e comungar. O Venerável Irmão Francisco do Menino Jesus, carmelita descalço, passando diante das Igrejas, onde estava o Santíssimo Sacramento, não podia deixar de entrar nelas para O visitar, dizendo que não convém que um amigo passe pela casa de seu amigo sem entrar nela ao menos para saudá-lo e dizer-lhe uma palavra. Ele, porém, não se contentava com uma palavra, e permanecia  sempre o mais que podia diante do Seu Amado Senhor.

Meu único e infinito bem, vejo que instituístes este Sacramento e residis neste altar para que eu VOs ame, e para este fim é que me destes um coração capaz de VOs amar muito. Mas, então, por que sou tão ingrato e não VOs amo, ou Vos amo tão pouco? Não, não é justo que seja pouco amada uma bondade tão amável como Vós; ao menos, pelo amor que me tendes, mereceis ser amado de outro modo. Vós sois um Deus infinito e eu, um vermezinho desprezível. Pouco é que eu morra por Vós e por Vós me consuma, pois por mim morrestes, ficastes no Santíssimo Sacramento por mim e cada dia VOs sacrificais sobre os altares por meu amor. Vós merceis um amor sem medida; e é sem medida que eu VOs quero amar. Ajudai-me, Meu Jesus, ajudai-me a amar-Vos e a fazer o que VOs agrada, e que tanto desejais de mim.

- O Meu Amado Jesus é meu e eu sou dEle.

 PERPÉTUO SOCORRO

Rainha cheia de ternura e piedade, Senhora amável, que bela confiança me dá São Bernardo, quando a Vós recorro! "Vós - diz ELe - não examinais os merecimentos daquele que recorre à Vossa bondade, mas dais a Vossa assistência a todos os que a imploram." Se pois VOs invoco, haveis de escutar-me. Ouvi então esta minha súplica: Eu sou um pobre pecador, que o inferno mil vezes tenho merecido; mas quero mudar de vida, quero amar ao Meu Deus, a quem tanto tenho ofendido. A Vós me entrego como escravo, a Vós me dou, miserável como sou. Salvai aquele que é Vosso, e já não pertence a si mesmo. Senhora minha, ouviste-me? Espero que não só me tenhais ouvido, mas também atendido.

- Maria, eu sou Vosso, salvai-me.

Fonte: Visitas a Jesus Sacramentado e a Nossa Senhora, de Santo Afonso Maria de Ligório

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...